Governador do Rio e Jorge Felippe, prefeito em exercício, discutem medidas de combate à Covid-19

Felipe Grinberg
·2 minuto de leitura
Foto: Divulgação

RIO — O governador em exercício Claudio Castro e o prefeito do Rio, também em exercício, Jorge Felippe, estão reunidos desde o fim da manhã desta quarta-feira. Entre os temas que serão discutidos, estão medidas que podem ser tomadas pelo estado e município durante as festas de fim de ano para evitar o avanço da Covid-19.

No início do mês o Comitê Científico da prefeitura recomendou diversas medidas de isolamento social que precisariam ser adotadas pelo município. Pela primeira vez, entretanto, Marcelo Crivella não seguiu as recomendações. Em São Paulo, o governo anunciou que todo o estado voltará à fase vermelha e terá sua quarentena endurecida durante o Natal (25 a 27 de dezembro) e o ano novo (1 a 3 de janeiro). Durante o período, apenas serviços essenciais poderão abrir, como serviços de saúde e supermercados. Bares e restaurantes permanecerão fechados, decisão que desagradou representantes do setor.

Desde terça-feira, com o afastamento de Marcelo Crivella, Jorge Felippe, presidente da Câmara de Vereadores, assumiu o posto de prefeito do Rio. Isso porque Fernando MacDowell, vice-prefeito eleito com Crivella em 2016, morreu em 2018.

No primeiro dia como prefeito, Felippe se reuniu com diversos secretários, como o de Saúde interino, Jorge Darze. Até anteontem subsecretário, ele assumiu o cargo nesta terça-feira, nove dias antes do fim do mandato de Crivella com a exoneração de Ana Beatriz Busch. Ela deixou o posto e vai ser assessora parlamentar na Câmara do Rio. Com ele, estava a coordenadora do centro de regulação, Claudia Lunardi. Em pauta, as ações da prefeitura para enfrentar a pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista a Globonews nesta terça-feira, Jorge Felippe afirmou que a prefeitura não tem recursos e precisa encontrar um caminho comum junto com o estado para enfrentar o Covid:

— Estamos muito preocupados com a ocupação das praias na virada do ano, que é uma tradição da população. Vamos convocar o comitê científico para ver o que fazer (em relação ao Reveillon) — disse Jorge Felippe.

Além do encontro com Claudio Castro, Jorge Felippe já se reuniu nesta quarta-feira com a secretária de Fazenda e gestores da pasta de Saúde. Em pauta estava os contratos da área, principalmente das Organizações Sociais que administram unidades de saúde da cidade. Com o atraso do repasse da prefeitura às OSs, muitos profissionais de saúde ainda não receberam o 13º salário.

O prefeito em exercício também se encontrou com Carlo Caiado (DEM), apontado como favorito na eleição da presidência da Câmara de Vereadores, que nos últimos seis mandatos foi ocupada por Felippe.