Governador talibã morre em ataque do Estado Islâmico

O governador talibã da província de Balkh, norte do Afeganistão, morreu nesta quinta-feira (9) em um ataque reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

O EI disse em um comunicado que um combatente esperou o governador em frente ao seu escritório e "se lançou sobre ele, detonando seu cinturão de explosivos".

Anteriormente, o porta-voz da polícia, Asif Waziri, havia informado que duas pessoas, uma delas o governador Mohammad Dawood Muzammil, "foram mortas em uma explosão" nesta quinta.

"Foi um atentado suicida. Não temos informações sobre como o terrorista chegou ao escritório do governador", acrescentou.

O porta-voz do governo, Zabihullah Mujahid, afirmou que "os inimigos do Islã" mataram o governador.

Muzammil é um dos principais líderes do regime Talibã assassinado em um ataque desde que o movimento retornou ao poder, em agosto de 2021.

O ataque ocorreu um dia depois de uma reunião de Muzammil com funcionários do governo da província de Balkh para discutir um grande projeto de irrigação no norte do Afeganistão.

Antes de ser enviado a Balkh, no ano passado, Muzammil comandou a província de Nangarhar, no leste do país, onde liderou a luta contra o grupo Estado Islâmico.

A violência no Afeganistão caiu consideravelmente desde o retorno do Talibã ao poder, mas a situação vem se deteriorando desde o ano passado, quando o EI reivindicou a responsabilidade por vários ataques mortais.

abh-est/cyb/pz/es/zm/fp/ic/mvv