Governadores do Nordeste dizem em carta que não participarão de ações fora da Constituição

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Após reunião nesta quarta-feira (25), os governadores do Nordeste elaboraram uma carta em que fazem oposição às manifestações autoritárias do presidente Jair Bolsonaro e pedem apoio da sociedade e das instituições.

Assinaram o documento os governadores Wellington Dias (PT-PI), Flávio Dino (PSB-MA), Renan Filho (MDB-AL), Rui Costa (PT-BA), Camilo Santana (PT-CE), João Azevedo (Cidadania-PB), Fátima Bezerra (PT-RN) e Belivaldo Chagas (PSD-SE). A vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) assinou por Pernambuco.

"Os governadores do Nordeste, reunidos em Natal (RN) nesta data, conclamam a sociedade e as instituições a uma atitude firme em defesa da legalidade e da paz. Somente assim o Brasil terá condições de combater a inflação, o desemprego e a pobreza, que crescem nos lares das famílias da nossa Nação", diz o texto.

"Reafirmamos que as instituições estaduais cumprirão a missão de proteger a ordem pública e, por isso mesmo, não participarão de qualquer ação que esteja fora da Constituição. Não permitiremos que atos irresponsáveis tumultuem o Brasil", conclui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos