Governadores pedem a Pazuello que país tenha medida única contra covid, mas Bolsonaro barra

·1 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro delivers a speech during the launching ceremony of the new student ID at Planalto Palace in Brasilia on August 6, 2019. - Today marks one year since Bolsonaro was stabbed during a campaign rally. (Photo by EVARISTO SA / AFP)        (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro é contra medida única contra o coronavírus para todo o país (Foto: Evaristo Sá/Getty Images)

Governadores e secretários da Saúde querem que o país adote uma medida única para que o Brasil consiga frear o avanço da covid-19. Para isso, tem feito pedidos ao ministro Eduardo Pazuello. No entanto, a demanda foi negada.

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, representantes do Ministério da Saúde disseram que entendem a medida como necessária. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), porém, não permite que haja essa coordenação.

Leia também

Diversas cidades do país já têm taxas de 100% de ocupação nos leitos de UTI. Entre as unidades da federação, 21 têm mais de 70% dos leitos ocupados. As medidas de contensão do coronavírus estão sendo tomadas no âmbito municipal e estadual. É o caso do Rio Grande do Sul, por exemplo, que está com bandeira preta.

Outra preocupação dos estados e secretários da saúde é o possível desabastecimento de medicamentos.

Apesar da situação difícil enfrentada pelo país, o presidente Jair Bolsonaro minimizou a relevância do uso de máscaras e, em diferentes oportunidades, questionou a importância das vacinas contra o coronavírus.