Governo admite que causa da morte de adolescente foi doença autoimune rara

·1 minuto de leitura
Brazil's Health Minister Marcelo Queiroga arrives to testify before the Senate during an investigation of the government's management of the COVID-19 pandemic, in Brasilia, Brazil, Tuesday, June 8, 2021. (AP Photo/Eraldo Peres)
Foto: AP Photo/Eraldo Peres
  • Jovem morreu no começo do mês, sete dias após receber dose de Pfizer

  • Morte motivou decisão do Ministério de recomendar suspensão da vacinas para adolescentes

  • Investigação foi feita pela Anvisa

A morte de uma adolescente de 16 anos sete dias após receber uma dose da vacina da Pfizer contra a covid-19 não teve relação com o imunizante, segundo concluiu investigação da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária), informou o Ministério da Saúde. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que ela teve púrpura trombocitopênica trombótica, um distúrbio autoimune de consequências graves, que leva à formação de coágulos pelo corpo. Eles bloqueiam o fluxo de sangue para órgãos vitais.

A jovem, que vivia em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, morreu no dia 2 de setembro. Segundo o ministro, o relatório que ainda será divulgado mostrará que o óbito não tem relação com a vacina clara.

Leia também:

"Não dá para estabelecer uma vinculação", afirma ele. "Mas também não dá para descartar".

"Apenas não temos hoje casos como este descritos na literatura médica. Não sabemos se será um caso único ou se outros podem aparecer", explica.

Além disso, Queiroga diz que "mesmo que o caso estivesse vinculado ao imunizante, isso não invalidaria a vacinação [desta faixa etária]. Os benefícios dela são infinitamente maiores do que os riscos".

Até agora, o Brasil já vacinou 3,5 milhões de adolescentes entre 12 e 17 anos e este é o único evento adverso grave conhecido. Ainda assim, o Ministério não deve voltar atrás na decisão da semana passada, na qual deixou de indicar a vacinação em adolescentes.

Segundo o ministro, talvez seja necessário desacelerar por uma questão de "priorização e logística".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos