Governo argentino convoca Congresso para discutir impeachment de membros da Suprema Corte

Presidente da Argentina, Alberto Fernández

BUENOS AIRES (Reuters) - O governo da Argentina convocará sessões extraordinárias do Congresso para discutir o impeachment de membros do Supremo Tribunal de Justiça, entre outras medidas, disse a porta-voz presidencial nesta quinta-feira.

O presidente Alberto Fernández está tentando o impeachment de quatro membros da mais alta corte do país, depois de travar um confronto com o Judiciário no mês passado sobre uma decisão para conceder mais verbas estatais à cidade de Buenos Aires, que é governada pela oposição.

A coalizão governista peronista precisaria de pelo menos dois terços dos votos em ambas as casas do Congresso para atingir sua meta, mas o patamar não deve ser alcançado depois que o governo perdeu vagas no Parlamento nas eleições de meio de mandato em 2021.

Gabriela Cerruti, porta-voz presidencial, disse em entrevista coletiva que as sessões extraordinárias acontecerão de 23 de janeiro a 28 de fevereiro.

(Reportagem de Jorge Otaola)