Governo bate martelo e dará 6 meses para Estados ajustarem Previdência, diz secretário Caetano

BRASÍLIA (Reuters) - O governo bateu o martelo e dará seis meses para que Estados e municípios ajustem seus sistemas previdenciários após a sanção da reforma da Previdência conforme acharem adequado, caso contrário deverão adotar as regras aprovadas pelo Congresso, disse nesta terça-feira o secretário da Previdência, Marcelo Caetano.

Em entrevista após reunião no Palácio do Planalto, Caetano disse que não há inconstitucionalidade nessa proposta e que o governo está apenas procurando a forma mais adequada para incluí-la na reforma. Segundo ele, o prazo de seis meses é para que os Estados possam discutir o tema.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)