Governo Bolsonaro deixou R$ 500 para cada cidade prevenir desastres

Vista dos danos causados ​​pelas fortes chuvas em BH, 29 de janeiro de 2020 (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
Vista dos danos causados ​​pelas fortes chuvas em BH, 29 de janeiro de 2020 (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
  • Orçamento de 2023 feito pelo governo Jair Bolsonaro não tem verba suficiente para várias áreas;

  • Anúncio foi feito pela equipe de transição do presidente eleito, Lula (PT);

  • “Nós temos um orçamento fictício para 2023", afirmou Guilherme Boulos.

O orçamento do governo de Jair Bolsonaro (PL) para 2023 deixou apenas R$ 500 destinados a cada cidade do país para prevenção de desastres naturais, segundo o grupo de trabalho de Cidades da equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Além disso, o orçamento mostra outros cortes que vão prejudicar o setor no próximo ano. Segundo registro do portal Metrópoles, o relatório consta que os fundos programados para a volta de construção das 972 unidades do Minha Casa Minha Vida paradas cobre apenas 5% do necessário.

“Quero destacar a irresponsabilidade do atual governo em relação ao orçamento de 2023. O Bolsonaro fez do Brasil um cemitério de obras paradas”, afirmou Guilherme Boulos, um dos integrantes do grupo.

Segundo a equipe de transição, foram destinados apenas R$ 82 milhões para manter as obras de moradia pública. Contudo, é necessário R$ 1,6 bilhão para isso.

“Nós temos um orçamento fictício para 2023. A PEC do Bolsa Família é essencial para que não se tenha perda de dinheiro público em obras que já receberam investimento”, acrescentou ele.

Por que falta dinheiro no governo Bolsonaro?

A menos de um mês do fim do mandato, o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou o bloqueio de R$ 5,7 bilhões no Orçamento de 2022. Ao longo o ano, já foram contingenciados R$ 15,3 bilhões.

Dentre os ministérios que tiveram recursos bloqueados, o da Saúde e o da Educação estão entre os mais afetados.

Mesmo faltando verba para educação e saúde, por exemplo, há dez anos não se arrecadava tanto imposto.

Então, por que está faltando dinheiro na gestão Bolsonaro? Veja aqui.