Novo Bolsa Família: Governo Bolsonaro entrega PEC para criar programa social que pode chegar a R$ 400

·1 minuto de leitura
Ministros Ciro Nogueira e Flavia Arruda conversam em cerimônia no Palácio do Planalto
Ministros Ciro Nogueira e Flavia Arruda entregaram nesta segunda ao Congresso PEC para criação de novo programa social (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Governo Bolsonaro entrega PEC para criar novo programa social que pode chegar a R$ 400

  • Valor não consta no texto da PEC, que apenas estabelece parâmetros para viabilizar 'novo Bolsa Família'

  • Ministros da ala política entregaram proposta nesta segunda aos presidentes da Câmara e do Senado

A proposta de emenda à Constituição (PEC) que viabiliza a criação do novo programa social do governo foi entregue nesta segunda-feira (2) ao Congresso.

O programa, que deve se chamar Auxílio Brasil, pode pagar parcelas de até R$ 400. O valor não consta na PEC, mas é defendido pela ala política do governo.

Leia também

O presidente Jair Bolsonaro defendeu que os atuais R$ 192 pagos pelo Bolsa Família aumentem para R$ 300.

O novo programa, que tem como objetivo alavancar a popularidade de Bolsonaro para as eleições de 2022, deve ser financiado em parte pelo parcelamento dos precatórios.

A PEC foi entregue nesta segunda pelos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Flavia Arruda (Secretaria de Governo) aos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos