Governo Bolsonaro gastou R$ 2,5 milhões em viagens nas quais presidente fez “motociatas”

·1 min de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro leads a motorbike rally with supporters in Brasilia on August 8, 2021. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro durante motociada em Brasília, em agosto de 2021 (Foto: Evaristo Sá/AFP via Getty Images)
  • Governo federal gastou R$ 2,5 milhões em viagens nas quais Bolsonaro promover "motociatas"

  • Gastos dizem respeito às viagens na totalidade e Secretaria-Geral não especificou gastos com os encontros com apoiadores

  • Presidente Jair Bolsonaro fez "motociatas" em sete cidades

O governo de Jair Bolsonaro (PL) gastou R$ 2,5 milhões em sete viagens feitas pelo presidente, nas quais ele passeou de moto com apoiadores – as chamadas “motociatas”. O levantamento foi feito pelo jornal O Globo e inclui os gastos totais nas viagens.

Quando Bolsonaro anunciava as motociatas, era comum que combinasse o encontro com apoiadores com outros eventos oficiais na mesma cidade.

As informações foram obtidas pelo jornal O Globo por meio da Lei de Acesso à Informação. O valor de R$ 2,5 milhões inclui “transporte terrestre, passagens, telefonia, diárias”. Os gastos do cartão corporativo são administrados pela Secretaria-Geral. A pasta foi questionada sobre o valor utilizado especificamente nas motociatas, mas não houve retorno ao jornal.

No entanto, em agosto, o ministro da Secretaria-Geral, Luiz Eduardo Ramos, negou que haja recursos públicos envolvidos nas motociatas. “As motociatas, elas são eventos privados. São pessoas que se mobilizam. O presidente só sobe na motocicleta e vai”, declarou. “Não há recurso público nenhum. Vocês podem verificar.”

As viagens aconteceram entre maio e agosto de 2021. Os destinos foram Rio de Janeiro, São Paulo, Chapecó, Porto Alegre, Presidente Prudente, Goiânia e Uberlândia. A viagem mais cara foi para São Paulo, quando foram gastos R$ 486 mil. Em seguida, aparece Chapecó, com gasto de R$ 477 mil.

Segundo o jornal O globo, os gastos estão sendo investigados pelo Tribunal de Contas da União.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos