Governo britânico estará ausente este ano em Davos

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, fala com apoiadores em visita ao encontro do recém-eleito deputado do Partido Conservador de Sedgefield, Paul Howell, no Sedgefield Cricket Club, nordeste da Inglaterra

O governo britânico estará ausente do Fórum Mundial de Davos, em janeiro, que não terá a presença nem do primeiro-ministro Boris Johnson, nem de seus ministros - informou uma fonte oficial nesta terça-feira (17).

"Nossa prioridade é responder às urgências da população, não ao champanhe dos bilionários", disse a fonte ao tabloide "Daily Mail".

O Fórum de Davos acontece todo mês de janeiro na estação de esqui suíça e, este ano, antecede em alguns dias a data em que o Reino Unido deve deixar a União Europeia.

O líder conservador acaba de ter uma vitória esmagadora nas eleições legislativas da última quinta-feira, inclusive em áreas que os anos anteriores haviam votado a favor do Partido Trabalhista.

Johnson afirma estar à frente de um "governo do povo" para responder às aspirações britânicas em serviços públicos, justiça social, ou mesmo infraestrutura.

Boris Johnson foi a Davos quando era prefeito de Londres (2008-2016) para atrair investidores.

Em 2013, ele havia dito à BBC que Davos era como "uma constelação de egos que envolve gigantescas orgias mútuas de adulação ... mas é muito importante porque você conhece pessoas que pode incentivar a investir".