Governo da Bahia confirma 9º caso do novo coronavírus no Brasil

Funcionários usam máscara no Aeroporto Internacional de Guarulhos

A secretaria estadual de Saúde da Bahia confirmou na manhã desta sexta-feira o nono caso de coronavírus no Brasil. A paciente, uma mulher de 34 anos que mora em Feira de Santana, a cerca de 120 quilômetros da capital, Salvador, retornou da Itália no último dia 25. O país é o principal epicentro de Covid-19 na Europa. Ela passou pela cidade de Milão, no norte italiano, que concentra grande parte dos casos.

Segundo a secretaria, as amostras foram coletadas em um hospital particular de Salvador e foram enviadas para a Fiocruz, que confirmou o diagnóstico positivo nesta sexta-feira. A mulher seria assintomática, assim como o quarto caso confirmado no Brasil, uma menina de 13 anos que também viajou à Itália.

Por conta disso, a nova víitma está cumprindo quarentena em casa, em Feira de Santana, e está sendo monitorada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA).

O governo bahiano informou também que o estado nordestino notificou 73 casos suspeitos, dos quais 21 foram descartados por não se enquadrarem nos critérios do Ministério da Saúde e 29 acabaram excluídos por exames laboratoriais. Ao todo, 23 ainda aguardam análise.

É o primeiro caso de Covid-19 no Nordeste. Ontem, o Ministério da Saúde anunciou que o Brasil tinha oito casos confirmados do novo coronavírus. Até então, eram seis pacientes em São Paulo, um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo. O caso do Espírito Santo é de uma mulher de 37 anos que passou pela Itália.

Além disso, o país já registrou casos de transmissões internas, ou seja, contágios que não foram importados do exterior. Trata-se de duas pessoas que mantiveram contato com o primeiro paciente confirmado, um homem de 61 anos que tinha viajado para a Itália. Dos dois casos de transmissão local, um é parente do primeiro caso confirmado. O outro não é da família, mas manteve contato com o parente.