Governo da Bolívia extradita traficante brasileiro que liderava facção criminosa no país

·1 minuto de leitura

Rio — O governo da Bolívia extraditou neste domingo (30) o traficante Leandro de Mattos Ferreira, de 32 anos. Apontado como líder de uma facção criminosa brasileira, ele estava foragido e foi capturado em território boliviano.

A entrega do traficante para as autoridades brasileiras ocorreu com forte esquema de segurança, na ponte que divide o Brasil com a Bolívia, em Corumbá, no Mato Grosso do Sul. A extradição foi anunciada pelo ministro de Governo da Bolívia, Carlos Eduardo Del Castillo.

— Informamos ao povo boliviano e brasileiro que, cumprindo nosso compromisso com a justiça, entregamos o foragido Leandro de Mattos Ferreira, que fugiu de uma prisão em e possui processos por homicídio, roubo, tráfico de drogas e outros. Combater o crime em todas as suas formas é uma responsabilidade que temos entre os dois Estados —, escreveu o ministro, no Twitter.

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, Leandro estava na Bolívia desde a semana passada para assumir a chefia da facção criminosa na fronteira com o Brasil. As investigações indicam que Leandro transitava entre os dois países por meio de uma passagem clandestina na fronteira. Nesta segunda-feira (31), ele foi encaminhado para Brasília.

O traficante era foragido do sistema prisional do Distrito Federal, onde havia dois mandados de prisão contra ele. Segundo a Polícia Civil, Leandro tem condenações por furto, receptação, roubo e tráfico de drogas e também responderá por roubo com uso de arma de fogo e por integrar organização criminosa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos