Governo da Colômbia entregará 680 mil hectares de terras a camponeses, afros e indígenas

O governo colombiano anunciou nesta quarta-feira (21) que entregará mais de 680.000 hectares de terras a camponeses, afros e indígenas, em meio a um conflito pelas ocupações à força de edifícios.

"São 681.000 hectares que serão formalizados e entregues a partir do dia de hoje", disse em coletiva de imprensa Gerardo Vega, diretor da Agência Nacional de Terras (ANT).

A superfície equivale a quatro vezes o tamanho de São Paulo. Mais de 12.000 famílias serão beneficiadas em 19 dos 32 departamentos (estados) do país.

O chefe da ANT, entidade estatal encarregada de distribuir a terra, especificou que a maior parte - 297.000 hectares - será destinada a ampliar as reservas indígenas.

O primeiro governo de esquerda da Colômbia assumiu o poder em 7 de agosto com a promessa de realizar uma "reforma agrária" diante da alta concentração da propriedade rural.

O acesso à terra está no centro do conflito armado, que explodiu em meados do século XX. Historicamente, as guerrilhas reivindicaram a propriedade para os camponeses, enquanto os paramilitares expulsaram violentamente milhares de famílias de suas propriedades.

A promessa do presidente Gustavo Petro motivou os "sem-terra" a ocupar edifícios à força.

Na mesma conferência à imprensa, a ministra da Agricultura, Cecilia López, pediu "paciência" aos reclamantes, que já entraram em confronto com os fazendeiros.

"A mensagem clara é: começamos a cumprir o prometido, não tirem o espaço deste processo ocupando ou invadindo terras", enfatizou López.

Vega pretende que, durante os quatro anos da administração atual, sejam entregues cerca de 10 milhões de hectares às comunidades necessitadas, como ficou acordado no pacto de paz com a guerrilha das Farc em 2016.

O governo lançará mão dos prédios tomados do narcotráfico para cumprir este propósito.

Segundo dados oficiais, 39,6 dos 114 milhões de hectares da Colômbia são cultiváveis, embora atualmente apenas 12% (5,3 milhões)  estejam sendo aproveitados.

das/vel/ll/mvv