Governo de SP vai multar quem passar trote para PM e Bombeiros

Trote (Foto: Getty Images)
Trote (Foto: Getty Images)

O governo de São Paulo, sob comando de Rodrigo Garcia (PSDB), assinou nesta quinta-feira (11) um decreto que regulamenta a aplicação de multas para as pessoas que fizerem trotes telefônicos para a PM (Polícia Militar) e ao Corpo de Bombeiros.

Desse modo, a pessoa que passar trote às autoridades poderá receber uma multa no valor de R$ 2.148,70.

As multas deverão ser pagas em 30 dias e, se houver atraso, o autor será inscrito na dívida ativa do Cadin Estadual (Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais), informou o portal UOL.

O decreto será publicado no Diário Oficial na sexta (12).

"Nós temos uma estrutura montada para atender à população de São Paulo voltada às ocorrências do estado e não é possível conviver com quase 7,11% de trotes que são dados todos os dias aqui na Polícia Militar, desviando as forças policiais para algo que não existe", disse Garcia.

De acordo com o governo estadual, a PM recebeu 19 mil chamadas no ano passado, sendo que 7,11%, ou aproximadamente 1.350 ligações, foram trotes.