Kim Jong-un envia "felicitações" ao novo presidente de Cuba

Havana, 20 abr (EFE).- O presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, enviou nesta sexta-feira suas "mais cálidas felicitações" e desejou "grande sucesso" ao novo presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, em uma mensagem onde reafirmou sua confiança no futuro de algumas relações bilaterais consolidadas pelos "líderes antecessores".

"A eleição a esse cargo sucede uma amostra da firme vontade do Partido (Comunista de Cuba, PCC, único legal) e do Governo de Cuba de defender de geração em geração as valiosas conquistas da Revolução", assegurou Kim, citado pela agência estatal cubana "Prensa Latina".

O líder norte-coreano apontou que a eleição de Díaz-Canel, a quem recebeu em Pyongyang em 2015, "é uma amostra para seguir avançando pelo caminho do socialismo e uma expressão da confiança e esperança depositada por todo o povo cubano.

"Estou convencido que no futuro também serão consolidados e desenvolvidos invariavelmente os laços de amizade fraternal entre os povos de ambos países, preparados pelos líderes antecessores", destacou Kim Jong-un.

Miguel Díaz-Canel, que hoje completa 58 anos, foi ratificado ontem quinta-feira como o novo presidente de Cuba em uma histórica sessão da Assembleia Nacional do Poder Popular (ANPP, Parlamento unicameral), onde foi agasalhado pelo saliente governante Raúl Castro, que se mantém como líder do Partido Comunista até 2021.

Cuba e Coreia do Norte estabeleceram relações diplomáticas em 1960 e o líder cubano Fidel Castro - morto em 2016 - visitou esse país em 1986 e se reuniu então com seu fundador, Kim Il-sung, e seu filho e sucessor, Kim Jong-il, avô e pai respectivamente, de Kim Jong-un.

Atualmente as relações permanecem estreitas entre ambos países, que têm convênios de cooperação em diversos setores, entre eles a educação, o petróleo, a agricultura e o comércio, para além de vários trocas diplomáticas e culturais. EFE