Governo e Universidade de Brasília desenvolvem aplicativo para avaliar qualidade da internet

·1 minuto de leitura

RIO -A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão do Ministério da Justiça, e a Universidade de Brasília (UnB) estão desenvolvendo um aplicativo para auxiliar o consumidor a monitorar a qualidade da internet oferecida pelas operadoras de telecomunicações.

A ideia é que além de constatar quando há a má prestação de serviço, o consumidor possa ainda, via aplicativo, registrar reclamação no portal Consumidor.gov.br, o que permitirá um melhor monitoramento pela secretaria.

A expectativa é que o aplicativo esteja disponível no segundo semestre deste ano,

- O objetivo é permitir que o consumidor verifique se a a operadora está entregando a velocidade prometida. E caso fique evidente que a operadora não está cumprindo a Senacon entra em ação para apurar, investigar e se necessário multar as empresas - explica Pedro Queiroz, diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão vinculado à Senacon.

O projeto de desenvolvimento do app foi apresentado nesta segunda-feira, em audiência pública realizada pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, da Câmara dos Deputados.

Em sua apresentação na audiência, o coordenador-geral do DPDC, Frederico Moesch, ressaltou que o setor de telecomunicações está no topo dos segmentos mais reclamados, abaixo apenas do setor financeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos