Governo do estado vai liberar recursos para finalizar obra do metrô da Gávea

O Globo
·2 minuto de leitura

RIO — O governo do estado vai liberar recursos para realizar a licitação de contratação da empresa que vai desenvolver o projeto básico para o reforço estrutural das áreas da estação Gávea do Metrô, atualmente inundadas. O valor estimado da obra é de R$ 70 milhões.

Segundo o governo, somente após a conclusão do projeto básico será possível estimar o custo da obra de consolidação estrutural das áreas escavadas.

A expectativa é de que o edital seja publicado este mês. O objetivo é garantir a estabilização definitiva da estrutura, dando segurança à população e às propriedades do entorno. Com a conclusão do projeto básico, prevista para meados de 2021, o Estado vai realizar a licitação para a contratação do plano executivo e das obras.

Serão feitas mudanças na concepção operacional do projeto original, visando reduzir custos. Inicialmente, seriam instalados 12 lances de escadas rolantes para acesso entre a rua e a plataforma de embarque e desembarque de passageiros. Elas serão substituídas por elevadores de alta capacidade.

Já foram gastos R$ 900 milhões nas obras (42% concluídas), que precisavam de mais R$ 900 milhões para serem acabadas. As escavações na Gávea estão, desde o início de 2018, inundadas com 36 milhões de litros de água e são motivo de insegurança no bairro. Em abril deste ano, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou celeridade na sua conclusão, e cobrou maior detalhamento do Plano de Emergência apresentado pela Secretaria de Transportes para o local.

Em setembro do ano passado, o então governador Wilson Witzel, agora afastado, chegou a dizer que ia aterrar a estação após a estatal Rio Trilhos constatar que, mesmo inundadas, as estruturas ameaçavam ruir, colocando em risco moradores e prédios vizinhos, incluindo a PUC-Rio. Na época, a própria universidade apontou em um relatório a possibilidade de um afundamento da superfície no local.

Projetada para receber diariamente 19 mil passageiros, a estação Gávea da Linha 4 do metrô (Ipanema-Barra) começou a ser construída em 2013, quando iniciou-se a escavação de dois poços e túneis, próximos à PUC-Rio, que abrigariam as plataformas e os níveis subterrâneos que dariam acesso a elas. Em janeiro de 2015, o governo do estado admitiu que a estação não ficaria pronta a tempo da Olimpíada de 2016. Um mês depois, a obra parou.