Governo federal avalia comprar pílula da Pfizer contra a covid-19

·1 min de leitura
Governo federal avalia comprar pílula da Pfizer contra a covid-19 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Governo federal avalia comprar pílula da Pfizer contra a covid-19 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
  • Governo federal avalia comprar pílula da Pfizer contra a covid-19

  • O laboratório informou que o antiviral Paxlovid tem 89% de eficácia para evitar hospitalizações

  • O remédio, porém, precisa de aprovação da Anvisa

O Ministério da Saúde estuda comprar a pílula antiviral Paxlovid, que pode ser usada para evitar hospitalizações em função da covid-19, fabricada pela Pfizer. A informação é do portal Metrópoles.

O remédio, de acordo com o laboratório, foi 89% eficaz em fazer com que pacientes diagnosticados com o coronavírus não evoluíssem para casos graves da doença.

No entanto, a Pfizer ainda precisa fazer o pedido de uso no Brasil à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que deve ocorrer nas próximas semanas.

Apesar de ter a intenção de adquirir as pílulas, o Ministério da Saúde não tem informações de previsão de entrega do medicamento, por exemplo, e de quantidades.

A Anvisa já autorizou o uso de outros medicamentos para tratamento da covid-19 como o Regkirona.

Neste caso, o remédio foi desenvolvido para combater a doença e não para prevenção, não pode ser utilizado em casos graves e não será vendido em farmácias porque só pode ser administrado em hospitais.

A substância reproduz anticorpos que ajudam o organismo no combate à doença, o que significa, portanto, que não pode ser administrado como forma de prevenção à infecção pelo coronavírus.

De acordo com a Anvisa, o medicamento é indicado para pacientes que não necessitem de suplementação de oxigênio, mas que podem desenvolver a forma mais grave da doença. Ou seja, é preciso que o profissional de saúde identifique pelo menos um fator considerado de alto risco no paciente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos