Governo filipino e rebelião assinarão acordo de paz até o fim de março

O governo das Filipinas e a rebelião muçulmana do sul do arquipélago assinarão antes do fim de março os acordos de paz que colocarão fim a uma das guerrilhas mais longas e sangrentas da Ásia, anunciou a Malásia nesta sexta-feira.

O primeiro-ministro malaio, Najib Razak, declarou ter sido convidado pelo presidente filipino, Benigno Aquino, para a cerimônia de assinatura, prevista "até o fim de março".

Um responsável pelo gabinete presidencial filipino confirmou que a assinatura está prevista para este período, mas ainda não foi fixada uma data.

Benigno Aquino encontra-se atualmente de visita na Malásia, que acolheu várias rodadas de negociações.

As negociações entre o governo e o principal movimento separatista muçulmano terminaram com sucesso em janeiro. Agora o chefe de Estado deve assinar um acordo para a divisão de poder no sul do arquipélago, região muçulmana em um país majoritariamente católico.

O acordo estipula que a Frente Moro Islâmica de Libertação (MILF) desarmará pouco a pouco seus 12.000 membros.

Se chegar a entrar em vigor, este acordo de paz colocará fim a uma rebelião que começou nos anos 70, deixou 150.000 mortos e afundou na violência e na pobreza regiões do sul das Filipinas.

Carregando...

Siga o Yahoo