Governo inaugura 96 quilômetros de rodovia pavimentada em Goiás

·2 minuto de leitura

O Ministério da Infraestrutura inaugurou hoje (6) as obras de recuperação do pavimento da BR-414, no trecho de 96 quilômetros entre os municípios goianos de Niquelândia e Assunção de Goiás. A rodovia é considerada um importante corredor logístico para os setores de mineração e agropecuário do norte de Goiás. Foram investidos, no total, R$ 44,8 milhões na reforma do trecho.

Segundo informações da pasta, as obras realizadas incluem a eliminação de pontos críticos da rodovia, com a adequação de travessias urbanas nas localidades de Vila Taveira e de Quebra Linha, além da interseção com a rodovia estadual GO-564.

"Trazer uma estrada, no final das contas, significa trazer prosperidade. A gente vai facilitar a vida daqueles que aqui exploram a atividade econômica, que tentam trazer emprego, que tentam desenvolver uma atividade que vai beneficiar toda uma região", afirmou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, durante cerimônia de inauguração da rodovia reformada.

Assista na TV Brasil


A obra da BR-414 é fundamental para acessar Niquelândia, que possui uma das maiores reservas de níquel do mundo, minério utilizado diretamente na produção de aço. A região conta com a presença de multinacionais do setor, como a Votorantim e Anglo América. Além da extração de minérios, a região também se destaca pelo ecoturismo e turismo religioso.

A recuperação asfáltica também facilita parte do caminho de Niquelândia até Anápolis, na região central do estado, que é um importante centro logístico, que possui o Porto Seco Centro-Oeste, as ferrovias Norte-Sul e Centro-Atlântica, e as rodovias federais BR-153 e BR-060.

Em 2020, o governo federal já havia realizado a adequação e restauração de 17 quilômetros entre as cidades de Cocalzinho de Goiás e de Corumbá de Goiás, também na BR-414, incluindo a implantação de 7,8 quilômetros de terceiras faixas adicionais nos dois sentidos da rodovia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos