Governo nomeia secretário e suspende em menos de 24 horas

*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, BRASIL, 02-01-2023: O ministro da Casa Civil , Rui Costa, discursa em sua cerimônia de posse no Paláciodo Planalto (FOTO:  Gabriela Biló/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASÍLIA, DF, BRASIL, 02-01-2023: O ministro da Casa Civil , Rui Costa, discursa em sua cerimônia de posse no Paláciodo Planalto (FOTO: Gabriela Biló/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em menos de 24h, o Ministério da Casa Civil nomeou e depois suspendeu a nomeação de Hailton Madureira de Almeida para o cargo de secretário nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional.

A portaria com a nomeação de Almeida foi assinada na sexta-feira (20), e a publicação no Diário Oficial da União aconteceu na segunda (23). Na edição desta terça (24), no entanto, Rui Costa suspendeu os efeitos de nomeação.

Procurado, Almeida disse que a suspensão foi apenas um problema operacional. Ele é servidor de carreira do Ministério da Fazenda e a cessão precisaria ser feita antes da sua posse na nova função. Segundo ele, sua posição no cargo está mantida e a nova nomeação será publicada nos próximos dias.

Atuando na União desde 2003, quando se tornou auditor de finanças e controle do Tesouro Nacional, Hailton passou por diversos cargos. Durante a gestão Dilma Rousseff, trabalhou com o ex-secretário do Tesouro Arno Augustin. Também foi secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura no Ministério do Planejamento de 2016 a 2018, na gestão Michel Temer. Sob Jair Bolsonaro, foi secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia.

Joana Cunha com Paulo Ricardo Martins e Diego Felix