Governo pagará 15 primeiros dias de afastamento de trabalhador com coronavírus

Manoel Ventura e Marcello Corrêa
Sede do Ministério da Economia, em Brasília

BRASÍLIA — O governo anunciou, nesta quinta-feira, que pagará os 15 primeiros dias de salário do trabalhador que tiver com a Covid-19. A medida, informada pelo Ministério da Economia, faz parte do conjunto de ações federais para reduzir os impactos da coronavírus.

Atualmente, os 15 primeiros dias de licença médica do trabalhador são pagos pela empresa. O restante é pago pelo INSS.

Agora, e apenas para quem contrair o coronavírus, o governo irá pagar os 15 primeiros dias de licença.