Governo precisa avançar em reformas fiscais e microeconômicas, diz Ilan

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta terça-feira que, para além do esforço fiscal, o governo precisa avançar em reformas microeconômicas relacionadas a ganhos de eficiência, flexibilização da economia e melhora do ambiente de negócios para recuperação da economia.

Em discurso inicial em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Ilan também reforçou em diversos momentos a necessidade de reformas estruturais, mencionando três vezes a importância da reforma da Previdência, que ainda tramita em fase inicial na Câmara dos Deputados.

(Por Marcela Ayres)