Governo reduz a zero a projeção de crescimento do PIB em 2020

Manoel Ventura e Marcello Corrêa
Técnicos da equipe econômica anunciam medidas para reduzir impactos do coronavírus

BRASÍLIA — O governo reduziu para zero a projeção de crescimento da economia brasileira neste ano, devido aos efeitos da pandemia de coronavírus na atividade econômica.

A revisão, divulgada nesta sexta-feira pelo Ministério da Economia, ocorre pouco mais de uma semana depois da pasta ter divulgado a revisão da expansão do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano para 2,1%. Naquele momento, os números do governo já estavam defasados em relação ao mercado.

Bancos e consultorias já preveem um resultado muito fraco da economia brasileira este ano, com chance, inclusive, de uma nova recessão por causa da pandemia de coronavírus.

Para diminuir o impacto da pandemia de coronavírus na economia, o governo tem anunciado uma série de ações nos últimos dias. Ao todo, com as medidas anunciadas até agora, o impacto total é de R$ 180 bilhões, informou o governo.

A expectativa é que o barril seja negociado a uma média de US$ 41,87 ao longo do ano. Antes, a expectativa era de US$ 52,70. Hoje, o produto está na casa dos US$ 30, abaixo das previsões do governo.

O Ministério da Economia também subiu a previsão da cotação do dólar neste ano. Pela contas da pasta, a moeda americana terá uma cotação média de R$ 4,35. Antes, a estimativa era de um câmbio a R$ 4,20.