Governo de São Paulo irá realizar 2 mil testes por dia a partir de quarta-feira

Silvia Amorim

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta segunda-feira a criação da Rede Corona de Testes, com capacidade para realizar 2 mil testes por dia, a partir de quarta-feira. O sistema será integrado por 17 laboratórios ligados à Universidade de São Paulo.

- Vamos testar, testar e testar - , disse o governador ao anunciar a medida.

Segundo o governador, há 2.300 leitos de UTI disponíveis neste momento para o atendimento de paciente de coronavírus no estado.

O governador aproveitou a coletiva para informar que o médico David Uip, chefe do centro de contingência contra o coronavírus no governo de São Paulo, foi encaminhado ao Hospital Sírio-Libanês nesta segunda-feira para a realização de exames. Ainda não há a confirmação de que ele esteja com o coronavírus.

– Diante do resultado, poderemos nos manifestar de forma mais clara e objetiva.

Doria afirmou que participou de uma reunião nesta segunda-feira com empresários do estado, que culminou em uma doação de R$ 96 milhões por 28 empresas para a compra de equipamentos de saúde, de cestas báscias e de auxílio em serviços como de segurança.

O governador também anunciou transporte gratuito para policiais militares fardados até 30 de julho. A medida vale a partir desta quarta-feira.

– Não podemoe ter colapso na produção do país – disse o governador.

Ele reafirmou nesta segunda-feira que indústrias e fábricas devem continuar operando. E pediu aos empresários que sigam os protocolos de segurança sanitária para resguardar os funcionários.

A mesma recomendação foi dada às empresas do ramo da construção civil.

- Não podemos ter um blackout de obras principalmente públicas de estradas, hospitais e outros - disse.