Governo se prepara para tirar do papel medidas que tornam menos rígidas as regras trabalhistas

Geralda Doca
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - Com o Orçamento sancionado pelo presidente Bolsonaro na quinta-feira, o governo se prepara agora para tirar do papel um pacote de medidas para flexibilizar regras trabalhistas, nos moldes da MP 927, que vigorou durante o ano passado e valeu até o dia 31 de dezembro.

O anúncio deve ser feito junto com texto que autoriza o acordo de redução de jornada e salários, uma reivindicação do empresariado para evitar demissões.

A MP inclui permissão para antecipar férias, mudanças nas regras do home office e adiamento por quatro meses do recolhimento do FGTS pelas empresas.

As medidas passsam a valer imediatamente após o anúncio do governo e devem durar por quatro meses.

Leia a reportagem completa exclusiva para assinantes do Globo e saiba mais sobre os pontos da nova MP 927.