Governo de SP diz que irá vacinar com Pfizer quem tem 2ª dose de AstraZeneca atrasada

·1 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 10.09.2021 – VACINAÇÃO-SP - Geral da área de triagem para vacinação da UBS Mellone, na zona sul, de São Paulo, SP, nesta sexta-feira 10. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 10.09.2021 – VACINAÇÃO-SP - Geral da área de triagem para vacinação da UBS Mellone, na zona sul, de São Paulo, SP, nesta sexta-feira 10. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (10) que quem estiver com a 2ª dose da vacina AstraZeneca atrasada poderá se vacinar com Pfizer a partir da próxima semana.

O objetivo é imunizar quem estiver com a dose de AstraZeneca vencida entre os dias 1º e 15 de setembro.

A gestão João Doria (PSDB) promete entregar aos municípios, no fim de semana, 400 mil doses extras de Pfizer que chegaram nos últimos dias ao estado. O governo afirma que as prefeituras poderão aplicar vacinas da Pfizer que eventualmente tiverem em seu estoque.

"O não envio destas doses pelo Ministério da Saúde descumpre uma obrigação do órgão federal em disponibilizar vacinas necessárias à imunização complementar das pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina", diz o governo em nota.

Nesta sexta, o Ministério da Saúde afirmou que não deve imunizantes da AstraZeneca para serem aplicadas como segunda dose em São Paulo.

Segundo a pasta, se as pessoas não encontram o imunizante nos postos de saúde do estado, é porque o governo estadual aplicou na primeira dose injeções que deveriam ter sido reservadas para a segunda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos