Governo talibã volta a pagar funcionários afegãos

·1 min de leitura
Casa de câmbio em uma rua em Cabul, Afeganistão, em 18 de novembro de 2021 (AFP/Hector Retamal)

O governo talibã anunciou neste sábado (20) que voltará a pagar os funcionários afegãos, que não recebem desde o retorno dos islâmicos ao poder, em um país mergulhado na crise financeira.

"Começaremos a pagar os salários dos funcionários públicos hoje mesmo", disse o porta-voz do Ministério das Finanças, Ahmad Wali Haqmal, em coletiva de imprensa em Cabul.

O governo vai pagar aos servidores públicos os salários dos últimos três meses e mais um mês para aqueles que não o receberam com o governo anterior.

Haqmal também relatou que o governo pagará as pensões quando os servidores de computador voltarem a operar.

Os funcionários não poderão retirar o dinheiro imediatamente, já que os saques de bancos afegãos continuam limitados pelas autoridades em 200 a 400 dólares por semana, de acordo com a instituição, devido à falta de dinheiro disponível.

As restrições bancárias estão em vigor desde que os talibãs voltaram ao poder após uma guerra de 20 anos contra o governo de Cabul e seus aliados ocidentais, o que levou a sanções internacionais.

A economia do país, uma das mais pobres do mundo, entrou em colapso. O governo ficou sem dinheiro, a moeda local, o afegane, despencou e a pobreza disparou, assim como o preço da cesta básica.

Segundo Meraj Mohammad Meraj, um dos diretores do ministério, o governo é capaz de voltar a pagar os funcionários após a receita de impostos corporativos e alfandegários de cerca de 26 bilhões de afeganes (277 milhões de dólares) nos últimos dois meses e meio.

str-emd/lep/sag/me/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos