Governo tcheco fecha acordo de última hora para manter lockdown contra Covid-19

·1 minuto de leitura

PRAGA (Reuters) - O governo tcheco chegou a um acordo de última hora com governadores regionais neste domingo para declarar um novo estado de emergência de 14 dias e evitar um fim caótico às medidas de lockdown contra o coronavírus.

Sem poderes extraordinários, o governo de minoria do primeiro-ministro Andrej Babis não seria capaz de manter as restrições nacionais, como toques de recolher, proibições de aglomerações públicas ou o fechamento de lojas e serviços.

Parlamentares rejeitaram semana passada uma extensão do estado de emergência do governo além de domingo, um golpe duro nas tentativas de enfrentar uma das maiores taxas de infecção por Covid-19 da Europa e aliviar hospitais sobrecarregados.

Mas após discussões no fim de semana, as 14 regiões do país pediram que o governo declare um novo estado de emergência neste domingo, que foi aprovado em uma reunião extraordinária.

“O fim do estado de emergência pode efetivamente significar um afrouxamento (das restrições) e não podemos ter isso”, disse Babis.

O país esteve em diversos níveis de lockdown desde outubro. Partidos de oposição criticaram o governo Babis pela sua gestão da pandemia e pediram mudanças.