Governo tem 6,8 milhões de testes encalhados e Bolsonaro culpa estados e municípios

Quase 7 milhões de testes para o novo coronavírus, comprados pelo Ministério da Saúde por R$ 290 mi, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. Até este domingo (22), o Brasil registra 169.016 mortes e 6.052.150 casos confirmados, segundo dados das secretarias estaduais de Saúde.