GP de Zagreb: ouro para Barbara Matić e bronze para João Fernando

GP de Zagreb: ouro para Barbara Matić e bronze para João Fernando

Segunda jornada do Grande Prémio de Zagreb, última prova do circuito mundial de judo antes dos Mundiais de Tashkent, que terão lugar de 6 a 12 de Outubro, no Uzbequistão.

O vice-primeiro-ministro da Croácia, Tomo Medved, discursou na cerimónia oficial de abertura, junto a Laszlo Toth, Vice-presidente da Federação Internacional de Judo (FIJ) e Presidente da União Europeia de Judo, e a Sanda Čorak, Diretora de Educação da Federação Internacional de Judo e Presidente da Federação Croata de Judo.

A cerimónia incluíu uma demonstração de judo adaptado do Clube de Judo para Pessoas com Deficiências, Fuji.

O triunfo do ídolo da casa

Para a croata campeã mundial, Barbara Matić, o dia foi inesquecível. O público da casa tinha os olhos postos na judoca, e esta não desapontou. Barbara Matić garantiu, com um ippon vistoso, um lugar na final de -70kg, onde derrotou, de forma implacável, a alemã Miriam Butkereit.

A atleta levou o público ao rubro e houve tempo para os autógrafos e as selfies devidas.

O membro da comissão executiva da FIJ e membro do Comité Olímpico Internacional, Yasuhiro Yamashita, condecorou a atleta.

Fico feliz por ouvir o público a torcer por mim. Sinto-me motivada.

As restantes categorias em prova

Em -63kg, a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard teve um dia fenomenal, conquistando o seu segundo título no circuito mundial, frente à venezuelana Anriquelis Barrios.

O vice-primeiro-ministro da Croácia apresentou as medalhas da categoria.

O italiano medalhista de prata mundial, Manuel Lombardo, tem causado sensação desde que subiu de categoria de peso e esperava à muito pelo triunfo em -73kg. O sonho tornou-se realidade este sábado em Zagreb, com o judoca a vencer o cubano Magdiel Estrada logo aos primeiros segundos do derradeiro combate.

As medalhas foram apresentadas por Lisa Allan, Membro do Comité Executivo da FIJ.

Perguntámos ao judoca italiano que esperanças tem para os Mundiais de outubro em Tashkent.

Entro sempre no grupo final dos Mundiais, mas depois tenho perdido, por isso tentarei ter um melhor resultado em Tashkent.

Nos -81kg, o francês Alpha Djalo foi o homem do dia, tendo avançado sem problemas até à final, onde enfrentou o azeri ex-campeão mundial e medalhista de prata olímpico, Saied Mollaei.

Um momento de força pura decidiu a luta a favor do francês, que reivindicou a sua primeira medalha de ouro no circuito mundial.

Os atletas foram agraciados pelo diretor de Arbitragem da FIJ, Florin Daniel Lascau.

O nosso movimento do dia foi o ippon fantástico da croata Iva Oberan, que terminou em sétimo na categoria de -63kg.

A seleção portuguesa

O português João Fernando conquistou este sábado a medalha de bronze em -81kg, ao derrotar, por ippon, o marroquino Achraf Moutii, já no ponto de ouro. Este foi o melhor resultado de sempre da carreira do judoca.

Catarina Costa, Francisco Mendes e Rodrigo Lopes foram eliminados na jornada inaugural de sexta-feira.

No domingo, dia da competição dos pesos pesados, estará em prova o bicampeão do Mundo Jorge Fonseca, na categoria de -100 kg.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos