GPS e aparência de Daniel Alves provam 'missão cumprida' por ganho de força para ida à Copa

A "missão cumprida" por Daniel Alves para ser confirmado na lista de 26 convocados para defender a seleção brasileira na Copa do Catar foi comprovada por dados do GPS do jogador de 39 anos.

Após decidir ir treinar com o Barcelona B, o lateral recebeu a visita de membros da comissão técnica de Tite, em especial o preparador físico Fábio Maradishjean, que também atestou a olho nu a evolução.

Em fotos recentes e até no vídeo que enviou para comentar a convocação, Daniel Alves aparece claramente mais forte, já que teve ganho de massa muscular por todo o corpo.

Segundo O GLOBO apurou, foi indicado ao jogador por Fábio Maradishjean e o fisiologista Guilherme Passos que melhorasse prioritariamente em termos de força e potência. Não foi estipulada uma meta de ganho de massa específica. E ele cumpriu.

O lateral jogou pela última vez contra o Japão, no amistoso de junho, e ficou fora da data Fifa de setembro. Na ocasião da última partida, em que foi titular, tinha uma aparência bem menos forte. A ideia era resgatar o Dani Alves que disputou a Olimpíada em 2021.

Conhecido por ser sinônimo de determinação, Daniel trabalhou com o clube espanhol, que monitorou sua carga e passou os dados para a seleção brasileira. A partir daí, foi comparado o ganho de força e potência com o que o jogador apresentou no primeiro semestre e nas últimas convocações.

No Pumas, seu clube do México a partir da atual temporada, jogou 12 partidas, em muitas delas em uma função tática que lhe obrigou a ter maior desgaste físico. Na avaliação da comissão da seleção, isso pode ter influenciado para essa perda de força e maior desgaste.

Com tempo para treinar após sofrer uma pancada e ser preservado do último jogo do torneio local no México, Dani Alves focou apenas em sua preparação e vivia expectativa para a convocação. O jogador gravou o vídeo emocionado, e lembrou da frase que disse em 2018, após ficar de fora na Rússia.

"Quero trabalhar esses quatro anos para ir pra minha última Copa".

Mais tempo de preparação

Na preparação para o Catar, Daniel Alves ainda terá alguns dias de treinamento para obter ganhos nos quesitos exigidos pela comissão técnica. Com o período de treinos na Itália e em Doha caso não entre de cara no jogo de estreia contra a Sérvia, a expectativa é estar 100% para quando for acionado.

"Teremos dez dias de preparação, Dani vai participar de todos esses treinos, com os melhores jogadores do mundo, e se não atuar no primeiro ou segundo jogo terá mais tempo de preparação para poder atuar", explicou o fisiologista Guilherme Passos.

Daniel Alves não se arrependeu de ir para o México. Apesar de proposta de clubes menores, inclusive da Inglaterra, queria jogar em uma equipe grande que disputasse títulos. Acabou vivendo um ano ruim com o Pumas, mas teve boas estatísticas de assistência e minutagem.

"Quando ele se apresentou não fez pré-temporada, e ainda teve um problema é intestinal. Quando estive em Barcelona agora ele falou: Você me deu a missão, espero ter cumprido. Foi perceptível a melhora. As métricas corroboram o que eu vi a olho nu. É o mesmo Dani dos nossos treinos em 2022 e da Olimpíada em 2021", reiterou o preparador físico Fábio Maradishjean.