Grávida de uma menina, Talita Younan fala sobre repercussão do assédio sofrido por K1: 'Recebi mais de mil histórias'

Yasmin Setubal
·2 minuto de leitura
Talita Younan está grávida de Izabel

image0.jpeg

Talita Younan está grávida de Izabel

O capítulo desta segunda-feira de "Malhação: Viva a Diferença" vai chamar a atenção para um problema sofrido por muitas mulheres: o assédio. A vítima da trama é K1, interpretada por Talita Younan. Em entrevista ao EXTRA, a atriz, que está grávida de Izabel, fruto do relacionamento com o cineasta João Gomez, relembra como foi viver o drama da personagem e conta experiências próprias.

— Graças a Deus nunca sofri um assédio sexual. Mas acredito que toda mulher já sofreu algum tipo de assédio moral. É aquele episódio de você passar num lugar cheio de homens, e eles ficarem mexendo com você. Isso já aconteceu muito. Usando roupa curta também, a gente ouve palavras ofensivas — comenta ela. — Isso mexeu muito comigo, e recebi mais de mil histórias contando que foram assediadas pelo padrasto, pelo avô, pelo vizinho. É mais comum do que a gente pensa.

Talita ainda lembrou que o período sombrio da personagem, em que ela revela ser assediada pelo padrasto, Roger, interpretado por José Karini, coincidiu com o início das suas sessões de terapia, o que a ajudou a segurar a barra de viver o drama de K1 e outras questões levantadas pela obra de Cao Hamburguer.

A atriz também contou que se surpreendeu ao receber o roteiro que mudaria os rumos da personagem, e avalia que seja importante abordar problemas como o assédio na ficção.

— Nunca imaginei que a K1 fosse viver isso. Para mim também foi uma surpresa quando recebi os textos em que dizia que ela iria aparecer diferente. No começo, eu achava que ela só ia fazer o papel da vilã. Mas foi muito intenso e muito especial. Por ser um assunto delicado e por estarmos falando com jovens, na sua maior parte do público, foi muito importante para poder ajudar também, passar informação. Muitas pessoas que sofreram assédio vieram me falar que a K1 estava ajudando muito nisso tudo — relembra a atriz.

Grávida de 28 semanas de sua primeira filha com João Gomez, que é filho da atriz Regina Duarte, ela aposta que o diálogo seja central para preservar a bebê de situações constrangedoras como a que sua personagem está passando.

— Acho que a base de tudo é a informação, a conversa, é você falar. Tanto eu, quanto o pai dela, queremos ser muito amigos, para que ela se sinta à vontade de falar tudo o que aconteça na vida dela — diz Talita, que admite estar lendo livros sobre maternidade para estar preparada quando Izabela nascer. — Vamos ensinar que não é não, ensinar que quem pode tocar as partes íntimas dela são só os pais, e só para higiene, que tem que ficar pelada na frente de ninguém. Só de pensar eu já fico arrepiada, porque mãe e pai só quer proteger de todo mal.