Grêmio e Rafinha são denunciados pela procuradoria do STJD

·1 min de leitura

A Procuradoria do STJD denunciou o Grêmio por causa da invasão da torcida do clube ao gramado da Arena, no domingo, após a derrota do time para o Palmeiras. O procurador Ronaldo Piacente também pediu uma liminar solicitando que os jogos do clube como mandante sejam com portões fechados, além de que seja impedida a venda de ingressos para torcedores do tricolor gaúcho nos jogos em que ele for visitante.

O clube foi denunciado no artigo 213, por não prevenir e reprimir invasão, desordens e lançamento de objeto; e no artigo 211, por deixar de manter o estádio com infraestrutura necessária para garantir a segurança da partida. O lateral Rafinha, que foi citado na súmula do árbitro da partida, Sávio Sampaio, por ter ofendido a equipe de arbitragem, também foi denunciado.

O Grêmio pode ser punido com perda de mandos de campos e multa de até R$ 100 mil. Já Rafinha pode ser suspendo por até seis partidas, além de ter que pagar multa.

O pedido de liminar foi encaminhado para o presidente do STJD, Otávio Noronha.

Entenda o Caso

Torcedores do Grêmio protagonizaram cenas lamentáveis de vandalismo no jogo contra o Palmeiras, neste domingo, na Arena, em Porto Alegre. Após a derrota por 3 a 1, alguns gremistas invadiram o campo e destruíram a cabine do VAR. O ato de vandalismo aconteceu quando os jogadores deixavam o gramado no apito final. Dezenas de torcedores pularam da arquibancada para o campo e tentaram invadir o túnel que dá acesso ao vestiário para agredir os jogadores. Sem sucesso, se direcionaram a cabine do VAR e depredaram o equipamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos