Gracy Barbosa estreia na TV com personagem gay e revela assédio feminino: 'Enviam fotos nuas'

Foto: Reprodução/Instagram@graoficial

Por Aline Nobre (@linesnobre)

Gracyanne Barbosa está radiante. Prestes a estrear na carreira de atriz, a musa fitness viverá Sonaira, uma mulher lésbica, na nova temporada do humorístico ‘Tô de Graça’ do Multishow.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Poder mergulhar em algo novo, que não seja minha zona de conforto é um desafio imenso. Espero estar à altura desse projeto que já é sucesso e tem uma equipe que é uma família apaixonada por aquela arte", diz Gracy em entrevista ao Yahoo.

Leia também

A esposa de Belo está adorando todo burburinho causado por conta da orientação sexual de sua personagem no programa, e conta ainda que é uma espécie de consultora íntima de suas seguidoras.

“Ainda nem começou o projeto e as pessoas estão apoiando demais. Ainda há muita luta [LGBTQ], mas se olharmos lá atrás, as gerações estão vindo mais abertas e tolerantes. E no quesito arte x liberdade feminina, sou grata a todas que vieram antes de mim na TV e colaboraram para que a sociedade fosse se abrindo a isso.”

Falando em preconceito e aceitação, recentemente a morena revelou já ter beijado uma mulher antes de seu relacionamento com o pagodeiro.

“Antes de conhecer meu marido experimentei coisas que me despertavam uma certa curiosidade e eu via que não iria me fazer mal, apenas iria passar a ter minha real opinião sobre aquilo. O beijo entre mulheres foi um, mas foi isso, só isso. Se hoje sou bem resolvida é porque fui uma mulher destemida e aberta ao novo, quando mais nova", afirma a musa.

“Preconceito e discriminação, não é questão de achismo, é realidade. Basta pegarmos os dados da quantidade de mulheres que sofrem violência diária, vitimas de discriminação. É surreal. Mas creio que as coisas estão evoluindo, aos poucos. Vejo as pessoas cada vez mais abertas ao que lhe parece ‘diferente’", diz, otimista por um mundo igualitário.

Nude feminino (sim, a musa fitness recebe)

E você acha que Gracy faz sucesso somente com o público masculino? Nada disso.

Muitas mulheres me enviam fotos nuas e fazem perguntas íntimas, porém sinto que é mais por sentirem em mim uma mulher forte e bem resolvida", opina a musa fitness.

O assédio e as cantadas, no entanto, não aumentaram após a divulgação de que sua personagem na TV seria lésbica. “As pessoas me respeitam. Acho que por dois motivos. Sabem diferenciar a arte da vida real. Uma é a Gracyanne e outra é a Sonaira e também porque sabem que venho de um casamento que é duradouro, com um artista. Mas claro sempre rola uma brincadeira e acho que agora as mulheres farão mais (risos)”, brinca.

Sobre um possível beijo gay na TV, Gracy está preparada: “A Sonaira é uma mulher livre, escondido de sua namorada, ela vai flertar com uns boys magias também. Então, se vier beijo de qualquer lado, ela vai adorar”.

Nova carreira

Gracyanne está cada vez mais encantada pela carreira de atriz e tem curtido o novo trabalho. “Atuar não é fácil. É uma responsabilidade grande entrar na realidade de um personagem. O que me pediram foi a minha sensibilidade artística ali. Mesmo sem pretensão de atuar, fiz alguns cursos de TV e cinema para melhorar na minha profissão, em entrevistas, palestras. Agora estou muito motivada com esse desafio. Está sendo uma delícia, mas é cedo para falarmos do dia de amanhã. Claro que espero que seja um sucesso e que o público se divirta.”

A morena não teme receber críticas. “Como artista, tento me colocar na posição de cada pessoa que irá consumir o que vou produzir. Claro, é bom saber que você é admirada ou compreendida e tenho a sorte de ter colecionado elogios e feitos marcantes na minha trajetória que demonstraram o grande apoio do público. Mas como artista, é também natural para mim os outros que venham a questionar o meu trabalho.”

“Eles até podem vir a perturbar e às vezes posso ser ofendida ou mal compreendida, mas é isso, as pessoas têm visões, é a vida. Não importa o ambiente que você vive, especialmente no meio artístico. No formato criativo e subjetivo, onde todo mundo vê a arte com diferentes pontos de vista. É ótimo e normal as pessoas não concordarem com tudo. É isso que faz o trabalho, ser criativo e ser tão emocionante também", garante.