Grammy 2023: Como Beyoncé e Jay-Z se tornaram recordistas no prêmio, com 176 indicações

Juntos, Beyoncé e Jay-Z acumulam 176 indicações ao Grammy, a mais importante premiação de música no mundo. Com o anúncio da lista de artistas que concorrem a estatuetas na próxima edição de cerimônia — a ser realizada em 5 de fevereiro de 2023, em Los Angeles, nos EUA —, o casal de cantores americanos alcançou a marca histórica de 88 nomeações já conquistadas, por cada um, ao longo da história da premiação. Trata-se de um recorde.

Leilão: Destroços de guitarra destruída por Kurt Cobain são vendidos por R$ 2,5 milhões nos EUA

Após separação: Gisele Bündchen é fotografada ao lado de lutador apontado como novo affair

A americana Beyoncé é a artista mais indicada ao Grammy 2023, com nove nomeações. Todas as nomeações são advindas de seu mais recente álbum "Renaissance", com exceção de "Be Alive", trilha sonora do filme "King Richard: criando campeãs" (2021), estrelado por Will Smith.

Beyoncé está indicada nas três principais categorias do Grammy 2023: gravação do ano (por "Break my soul"); álbum do ano (por "Renaisssance"); e canção do ano (também por "Break my soul"). A cantora também foi lembrada em categorias de R&B e dance music.

Já Jay-Z está indicado a três categorias, na edição do prêmio de 2023. Entre as nomeações, há categorias importantes: música do ano (por "God did"); melhor performance de rap (também por "God did"; e melhor música de rap (igualmente por "God did").