Grammy Latino é hoje: confira os prêmios a que Anitta, Tiago Iorc, Criolo e Nego do Borel concorrem

RIO — Com apresentações de Alicia Keys, Anitta, Alejandro Sanz, Fito Páez e Luis Fonsi, a 20ª edição do Grammy Latino será realizada na noite desta quinta-feira, na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. A edição comemorativa contará com a números de cerca de 50 artistas de vários países, incluindo também a brasileira Paula Fernandes. A cerimônia, que tem início às 22h (horário de Brasília), será apresentada por Ricky Martin e as atrizes Roselyn Sánchez e Paz Vega.

Entre os brasileiros que concorrem em categorias gerais (não só as específicas para a música em português) estão Anitta, Tiago Iorc, Criolo, Nego do Borel, o pianista André Marques e o trio instrumental formado por Edu Ribeiro, Fábio Peron e Toninho Ferragutti.

Anitta (que postou no Instagram uma propaganda do prêmio com seu rosto na Times Square, em Nova York) concorre na categoria Melhor álbum de música urbana por "Kisses", contra "X 100pre", de Bad Bunny, "Mi movimiento", de La Ghetto, "19", de Feid e "Sueños", de Sech. Tiago Iorc concorre ao prêmio de Canção do Ano, com "Desconstrução". Ele compete com outras dez músicas, entre elas "Mi Persona Favorita", de Alejandro Sanz e Camila Cabello, e "Calma", de Pedro Capó.

Já Nego do Borel, com "Me solta" (gravada com o DJ Rennan da Penha, preso há cinco meses), disputa a categoria técnica de Melhor clipe curto com "Boca de lobo", de Criolo, "Banana papaya", de Kany García e Residente, "Los zurdos mueren antes", de Nach, e "Vivir los colores", de Todo aparenta normal.

Além de Nego do Borel, o DJ Rennan da Penha, preso há cinco meses por acusação de associação ao tráfico, também concorre pelo clipe de "Me solta". Quando os indicados foram anunciados, em setembro, a namorada de Rennan, Lorenna Vieira, fez uma postagem em seu Instagram comemorando: “Aí eu te falo: quem nasceu pra brilhar, nasceu pra brilhar. Não tem jeito. O cara é brabo. E quando ele sair, é só vitória”. Iidealizador do "Baile da Gaiola", promovido na Vila Cruzeiro, Rennan é mantido em Bangu 9, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

Há também brasileiros concorrendo em categorias instrumentais. O pianista André Marques concorre na categoria de Melhor álbum de jazz latino. Ele disputa o prêmio com Claudia Acuña, Ruiz e Haslip, Hugo Fattoruso e Tomohiro Yahiro, e Chuccho Valdes. E Edu Ribeiro, Fábio Peron, Toninho Ferragutti concorrem a melhor álbum instrumental com "Folia de Treis".

Confira os indicados nas categorias em língua portuguesa:

Álbum pop

"O tempo é agora", Anavitória

"Tarântula", As bahias e a cozinha mineira

"Todxs", Ana Caãas

"Para dias ruins", Mahmundi

"Selfie", Jair Oliveira

Sertanejo

"Hora certa", Paula Fernandes

"Francis e Felipe", Francis e Felipe

"Em todos os cantos", Marília Mendonça

"Live móvel", Luan Santana

"Ao vivo em São Paulo", Mano Walter

MPB

"O amor no caos", Zeca Baleiro

"Canta Tito Madi", Nana Caymmi

"Tudo é um", Zélia Duncan

"Tempo mínimo", Delia Fischer

"Ok ok ok", Gilberto Gil

"Besta fera", Jards Macalé

Rock

"Vulcão", The Baggios

"O futuro não demora", BaianaSystem

"O céu sobre a cabeça", Chal

"Goela abaixo", Liniker e os Caramelos

"Matriz", Pitty

Samba/pagode

"Canta sereno e moa", Nego Álvaro

"Mart'nália canta Vinicius de Moraes", Mart'nália

"De todos os tempos", Monarco

"Em sua direção", Péricles

"Anaí Rosa atraca Geraldo Pereira", Anaí Rosa

Raízes

"Ajo", Foli Griô orquestra

"Macumbas e catimbós", Alessandra Leão

"Hermeto Pascoal e sua visão original do forró", Hermeto Pascoal

"O ouro do pó da estrada", Elba Ramalho

"Rei caipira", Zé mulato e Cassiano

Melhor canção

"Ansiosos pra viver", Mestrinho

"Desconstrução", Tiago Iorc

"Etérea", Criolo

"Mil e uma", Arnaldo Antunes e Claudia Brant

"Sem palavras", Mário Laginha e João Monge