Grammy Latino 2022: Anitta canta 'Envolver' e faz medley de funk em cerimônia de premiação

Anitta botou o Grammy Latino para dançar nesta quinta-feira (17). A carioca, que foi uma das apresentadoras da noite ao lado de Luis Fonsi, Thalia e Laura Pausini, cantou e dançou ao som do hit "Envolver'" — indicado a melhor gravação do ano e melhor performance de raggaeton. Depois de muitos aplausos, Anitta surpreendeu e fez um medley com seus funks mais famosos e entregou muito rebolado.

Angela Alvarez: Conheça a cantora cubana de 95 anos que levou o troféu de artista revelação no Grammy Latino 2022

Grammy Latino 2022: Bad Bunny e Jorge Drexler são destaques da premiação; veja lista dos vencedores

Apesar de não ter levado as estatuetas para casa esta noite, a mesma música lhe rendeu em agosto o prêmio de Melhor Música Latina MTV Video Music Awards (VMA). Foi a primeira vez que um brasileiro ganhou um troféu nesta premiação. Seu maior sucesso internacional destacou-se inicialmente com o clipe e a coreografia sensual executada pela cantora, que rapidamente ganhou as pistas de todo o mundo. A música também foi a primeira de um artista brasileiro a chegar ao topo da playlist global Daily Top 50 do Spotify, fato reconhecido pelo Guinness World Records.

Ainda esta semana, na última terça-feira (15), Anitta foi indicada na categoria Artista Revelação, uma das quatro mais importantes do Grammy Awards, e será a única latina na disputa. Concorrem com a brasileira os americanos Omar Apollo, Muni Long, Samara Joy, Latto, Tobe Nwigwe, Molly Tuttle, os britânicos do Wet Leg, os italianos do Maneskin e o duo francês/americano Domi & JD Beck.

A cantora, que começou sua carreira integrando a equipe da Furacão 2000, apostou na mistura do funk com outros ritmos globais para chegar ao status de estrela pop internacional. Um dos primeiros pontos de virada de sua carreira foi o seu terceiro álbum "Bang", de 2015, cujo clipe da faixa-título teve como diretor de arte Giovanni Bianco, que trouxe uma estética do pop internacional à produção.

Com a primeira exposição no exterior, Anitta focou em seu objetivo de atingir o mercado internacional. Parcerias com nomes como o cantor colombiano J Balvin (em "Ginza", "Downtown" e "Machika"), o também colombiano Maluma ("Sim ou não") e a australiana Iggy Azalea ("Switch"). Em 2019, a brasileira chegou ao Olimpo do pop com a participação na música "Faz gostoso", do álbum "Madame X", de Madonna.

Grammy Latino 2022: veja os brasileiros que levaram estatuetas

A aposta seguinte, pela qual a cantora chegou a ser criticada, foi cantar em inglês e espanhol. Com o álbum "Kisses" (2019), ela mescla cancões em português, espanhol e inglês, com a participação de nomes como o rapper americano Snoop Dogg e o DJ sueco Alesso.

Este ano, a brasileira teve a consagração no exterior, ao lançar seu quinto álbum de estúdio "Versions of me", que contou com participações especiais como Ty Dolla Sign, Cardi B e Myke Towers. Do disco, saíram hits como "‘Girl from Rio","Me gusta", "Boys don’t cry" e, principalmente, "Envolver".