Grand Slam de Tóquio, dia 1: Domínio japonês em toda a linha

Um ano depois dos jogos olímpicos, o judo está de regresso a casa, com o Grand Slam de Tóquio. O domínio da prata da casa foi evidente neste primeiro dia, com os judocas japoneses em grande.

Femininos -57 kg

Houve uma final 100% japonesa, com a vice-campeã do mundo Haruka Funakubo a derrotar a antiga campeã mundial Tsukasa Yoshida. Com esta vitória, Funakubo é a nova número um do Japão nesta categoria. A medalha foi entregue pela princesa Tomohito de Mikasa.

Masculinos -73 kg

Outra final completamente japonesa teve como vencedor o ex-campeão do mundo Soichi Hashimoto, num combate renhido com Hayato Koga. Gergely Gulyás, ministro do gabinete do primeiro-ministro da Hungria, entregou a medalha.

"Consegui fazer o meu tai-otoshi. Foi um momento perfeito, senti o público aqui e em casa a apoiar-me", disse o vencedor no fim do combate

Femininos -63 kg

Outro duelo 100% japonês, com Miku Takaichi, quatro vezes medalhada nos mundiais, a derrotar a jovem Seiko Watanabe. Marius Vizer, presidente da Federação Internacional de Judo, entregou a medalha.

Masculinos -81 kg

O domínio japonês continuou com esta final, com a vitória do campeão olímpico Takanori Nagase sobre o compatriota Kenya Kohara. Ernö Schaller-Baross, deputado no Parlamento Europeu, entregou as medalhas.

Femininos -70 kg

Finalmente apareceu uma judoca não-japonesa, mas a australiana Aoife Coughlan não conseguiu levar a melhor sobre a japonesa Saki Niizoe, medalhista nos mundiais. Yasuhiro Yamashita, presidente da Federação Japonesa, entregou as medalhas.

"Sinto o público a apoiar-me, tanto aqui como em casa, e isso ajudou-me no combate", disse a judoca na entrevista que se seguiu à final.

Masculinos -90 kg

O Japão ainda levou para casa mais uma medalha de ouro, com Kosuke Mashiyama a derrotar o alemão Eduard Trippel. Medalhas entregues por Haruki Uemura, presidente do famoso dojo toquioita Kodokan.

Será que os japoneses conseguirão repetir o pleno no segundo dia de competição? Este domingo há 14 finais.