Grandes cidades brasileiras ficam sem vacina para a segunda dose

Profissional da saúde aplica dose da vacina chinesa CoronaVac contra a covid-19, em Santiago, Chile