Grêmio fica bem perto de anunciar Thiago Neves

Thiago Neves durante jogo do Brasileirão de 2019 (Fernando Moreno/AGIF)

Thiago Neves não ficará muito tempo desempregado. Na manhã desta quarta-feira, enquanto o BID (Boletim Informativo Diário) da CBF anunciava rescisão de seu contrato com o Cruzeiro, o meia se reunia com um representante do Grêmio para encaminhar sua transferência para a equipe de Renato Gaúcho.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

A reunião que praticamente selou o acordo contou com Klauss Câmara, diretor-executivo de futebol do Tricolor, com Thiago Neves e seu representante, Leandro Lima. O blog apurou com uma fonte gremista que pequenos detalhes burocráticos impedem o anúncio oficial do meia como reforço.

Leia também:

A pedida de Thiago Neves foi de R$ 500 mil por mês. No Cruzeiro, ele ganhava R$ 700 mil, embora alguns bônus pudessem garantir mais R$ 200 mil.

Porém, a maior curiosidade se dá pela diferença nas cifras que o próprio Grêmio havia oferecido um ano atrás. Na oportunidade, Thiago Neves quase foi trocado por Luan e receberia na capital gaúcha R$ 900 mil mensais. Sua péssima temporada pelo Cruzeiro e o rebaixamento do time ajudam a explicar uma proposta tão menor.

Apesar da resistência de parte da torcida gremista em relação a Thiago Neves, o jogador tem dois grandes defensores no clube: Renato Gaúcho e Klauss. O treinador já comandou Thiago Neves no Fluminense, enquanto Klauss foi responsável por repatriá-lo dos Emirados Árabes quando era diretor no Cruzeiro. A dupla convenceu o presidente Romildo Bolzan de que Thiago Neves neste momento é uma ótima oportunidade de negócio.

Antes de pensar no meia, o Grêmio tentou Raphael Veiga, do Palmeiras, Carlos Sanchez, do Santos, e Giuliano, atualmente no Al Nassr, da Arábia Saudita. Os três casos porém foram descartados diante das altas pedidas dos clubes em questão.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter