Greve de ônibus chega ao fim em São Paulo nesta terça (14)

SÃO PAULO, SP, 14.06.2022 – GREVE-SP - Movimentação do transito na avenida Santo Amaro, na zona sul - Motoristas de ônibus e cobradores decidiram entrar em greve depois de não conseguir acordo por aumento de salários, em São Paulo, SP, na manhã desta terça-feira (14). (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 14.06.2022 – GREVE-SP - Movimentação do transito na avenida Santo Amaro, na zona sul - Motoristas de ônibus e cobradores decidiram entrar em greve depois de não conseguir acordo por aumento de salários, em São Paulo, SP, na manhã desta terça-feira (14). (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após quase 16 horas de paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus do município de São Paulo, a greve chegou ao fim às 15h20 desta terça-feira (14), após o SPUrbanuss, o sindicato patronal, anunciar que aceita as principais reivindicações da categoria.

"O sindicato patronal aceitou a reivindicação dos motoristas e cobradores e ônibus para o pagamento do aumento de 12,47% nos salários seja retroativo a maio. Os ônibus devem voltar a circular nas ruas e avenidas de São Paulo ainda no fim da tarde desta terça-feira. A Prefeitura deve autorizar a liberação de recursos destinados a subsídios, para cobrir esses custos na produção dos serviços das empresas", diz oa nota do SPUrbanuss.

A decisão do representante das empresas foi tomada depois que o Ministério Público de São Paulo se manifestou a favor dos manifestantes, declarando que a greve é legal.

"No particular, a reivindicação dos suscitados merece prosperar. A postergação do reajuste salarial para outubro/2022 implicaria em transferir aos trabalhadores os ônus/riscos do negócio e em irreversível perda de poder aquisitivo dos salários, ante o quadro inflacionário que assola a economia", disse o MP em nota.

Em seguida, a Prefeitura de Sâo Paulo também anunciou o fim da paralisação.

"A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informa que a paralisação de linhas de ônibus municipais foi encerrada às 15h20 desta terça-feira (14), após negociação entre trabalhadores e empresários. O atendimento nas 713 linhas paralisadas está sendo retomado de forma gradativa e deverá se normalizar até o fim do dia. A SPTrans monitora o retorno da frota da cidade para minimizar os impactos na população."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos