Greve em aeroportos pode frustrar ingleses que vão ao Catar

Torcedores da Inglaterra estão preocupados com greve em aeroportos às vésperas da Copa no Catar. Foto: Justin Setterfield - The FA/The FA via Getty Images
Torcedores da Inglaterra estão preocupados com greve em aeroportos às vésperas da Copa no Catar. Foto: Justin Setterfield - The FA/The FA via Getty Images

Centenas de trabalhadores de companhias aéreas em Heathrow farão greve este mês em um golpe doloroso para os fãs de futebol que esperam viajar para o Catar e torcer pela Inglaterra na estreia da Copa do Mundo.

Mais de 700 funcionários de transporte, carga e terra no aeroporto mais movimentado da Europa estarão saindo de 18 de novembro até as primeiras horas de 21 de novembro em uma amarga disputa salarial.

Leia também:

A ação industrial significa que os torcedores de futebol podem agora enfrentar a perspectiva de perder a partida de abertura do grupo dos Três Leões contra o Irã em 21 de novembro.

Espera-se que a ação de greve cause caos nas viagens, provocando atrasos e interrupções nos terminais 2, 3 e 4 de Heathrow - o terminal de onde a Qatar Airways voa.

A ação está sendo encenada pelo sindicato Unite. O oficial regional do grupo, Kevin Hall, disse: “A ação de greve inevitavelmente causará graves interrupções e atrasos em Heathrow, especialmente para torcedores de futebol que viajam para a Copa do Mundo.

Outras companhias aéreas que devem ser atingidas pela paralisação incluem Virgin, Singapore Airlines, Cathay-Pacific e Emirates.

Phil Lloyd, vice-presidente sênior da Menzies Aviation no Reino Unido, disse que uma oferta salarial de 7% foi implementada em janeiro e insistiu que a empresa deseja continuar uma consulta 'aberta e honesta' para fazer 'um aumento adicional em 2022'.

A Inglaterra está no Grupo B e estreia em 21 de novembro contra o Irã, no estádio Khalifa. Também estão na chave Estados Unidos e País de Gales em chave que tem os ingleses como favoritos para a classificação.