Greves levam empresas aéreas europeias a cancelarem centenas de voos

Greves, surtos de covid entre tripulantes e uma falta generalizada de equipes após as demissões no período da pandemia estão levando caos aos aeroportos europeus, que se agravou nos últimos dias. A empresa aérea de baixo custo Ryanair começou uma greve de três dias nesta sexta-feira na Bélgica, Espanha e Portugal, cancelando dezenas de voos.

E, no fim de semana, vão parar também os funcionários de França e Itália.

Férias na Europa? Aeroportos cortam voos por falta de pessoal. Veja a situação em cada país

Voo cancelado? Saiba os seus direitos e como proceder

Na quinta-feira, a Brussels Airlines, subsidiária belga da Lufthansa, também iniciou uma paralisação de seus funcionários que, ao longo de três dias, deve levar a um cancelamento de 60% dos seus 533 voos, segundo a companhia.

E a Lufthansa anunciou que vai cancelar 3.100 voos após uma onda de contaminações por Covid entre seus funcionários ter agravado a falta de pessoal na companhia. Em julho e agosto, a empresa vai reduzir 2.200 voos domésticos e dentro da Europa.

Baixo custo: Viva, aérea colombiana, chega a São Paulo com voos de US$ 449 para Orlando

O número se soma aos 900 cancelamentos que a Lufthansa já havia anunciado. Após o anúncio, as ações da companhia europeia operavam em queda de até 3,3% na Bolsa de Frankfurt.

A British Airways, por sua vez, reduzirá 10% dos seus voos até outubro para lidar com restrições impostas pelos aeroportos britânicos por falta de pessoal.

A greve da Ryanair levou a suspensão de 18 voos entre Bruxelas e Espanha nesta sexta-feira e sábado, segundo o sindicato de pilotos espanhol. O governo espanhol determinou que a companhia opera entre 73% e 82% dos seus voos no período da greve. Em Portugal, houve poucos cancelamentos, porque a empresa deslocou funcionários de outros países para trabalharem nos voos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos