Grife promove corrida de rua contra a fome e doará dez pratos de comida por inscrição

·2 min de leitura

RIO — A fome não pode esperar. Ciente da urgência da causa, a Reserva promoverá neste sábado uma corrida de rua, o Corre da Reserva. A cada inscrição, no valor de R$ 179, que pode ser feita por meio do aplicativo da marca até esta quarta-feira e dá direito a um kit exclusivo, serão doados dez pratos de comida para a ONG Banco de Alimentos. O evento é voltado para atletas e amadores. A prova pode ser de dois, cinco, dez ou 15 quilômetros.

A largada é às 7h. Para quem optar por correr dois quilômetros, a partida será do Posto 3 da Praia do Flamengo. Os corredores de cinco quilômetros largarão da altura da churrascaria Fogo de Chão, na Praia de Botafogo. O Posto 5, em Copacabana, será o ponto de partida para quem escolher correr dez quilômetros; e o Parque da Figueira, na Lagoa, para quem quiser percorrer os 15. A cada quilômetro vencido por cada participante, mais um prato de comida será doado pela Reserva.

— Queremos abraçar o maior número de pessoas possível, fazer elas se mexerem em prol do combate à fome. Sabemos que a pandemia ainda não acabou, é clara a situação que muita gente está vivendo hoje — afirma Naiana Lemos, diretora de Voz de Marca da Reserva.

O Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, identificou que, no fim do ano passado, 19 milhões de pessoas passavam fome no país. O estudo também constatou que mais da metade dos lares brasileiros (55,2%), o correspondente a 116,8 milhões de pessoas, conviveu com algum grau de insegurança alimentar nos últimos meses de 2020.

Esta é a terceira corrida contra a fome promovida pela Reserva. Segundo a marca, o evento seguirá todas as normas sanitárias, como o uso obrigatório de máscaras e disponibilização de álcool em gel ao longo de todo o percurso.

O Corre da Reserva faz parte do projeto 1P5P (uma peça, cinco pratos doados) da marca, que, desde 20 de maio de 2016, doou mais de 56 milhões de refeições a pessoas carentes.

— Quem está dentro se emociona com esta iniciativa. Se sente integrante de uma coisa maior. É lindo e verdadeiro fazer parte disso — destaca Naiana.

Fundada em 1998, a ONG Banco de Alimentos recolhe produtos que já perderam valor de prateleira no comércio e na indústria, mas ainda estão aptos para o consumo, e os distribui para 42 entidades que atendem 23 mil pessoas por dia.

— Nossa organização não tem convênio governamental, dependemos de parcerias com o setor privado. A Reserva é parceira de longa data e foi fundamental para nos ajudar a ampliar o trabalho — diz Jorge Toquetti, diretor-geral da Banco de Alimentos.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos