Gringos fizeram história no ‘Big Brother Brasil’: veja como estão os estrangeiros que passaram pela casa

·3 minuto de leitura

Ao longo de 20 edições do “Big Brother Brasil” não foram apenas os participantes daqui que fizeram a cabeça do público e ganharam até fã-clube. Em alguns anos, concorrentes e até vencedores de outros realities ao longo do mundo puseram os pés na casa fincada no Rio de Janeiro. Uma ideia que iniciou um intercâmbio entre os programas e deu nova dinâmica ao jogo. Teve até romance...

Pablo Expósito, argentino

O participante foi o primeiro intercambista da história do reality no Brasil, no “BBB 7”. Ele tinha saído do “Gran Hermano” argentino e desembarcou na edição que teve Alemão como campeão. Na época, o moço viveu um affair com Carolini na casa. Hoje ele mora em Buenos Aires, écasado e tem uma corretora.

Ricco Venâncio, angolano

O vencedor do “Big Brother África 3” desembarcou no “BBB 9” cheio de graça. Aos 21 anos, o moço espantou os confinados quando tomou banho pelado em frente às câmeras. Mesmo com toda a desinibição, o africano não conseguiu conquistar o coração de Priscila Pires, por quem se encantou. Desde 2016, Ricco sumiu das redes sociais e não há muitas informações sobre ele, que permaneceu algum tempo no Brasil tentando a vida de modelo e ator. Em 2013 ele chegou a trabalhar numa TV angolana como apresentador.

Noemi Merino, espanhola

A surfista de 26 anos estava no “Gran Hermano Sspanha” quando veio para o “BBB 12”. Cabelos cacheados, olhos verdes, a espanhola foi a namoradinha de Fael, vencedor da edição, durante os dias que passou na casa. Laisa, que fez parte do “Big Brother Brasil” naquele ano foi a escolhida para trocar de lugar com Noemi. A moça continua morando na Espanha, participou de outros realities, casou e tem uma filha. Após perder dez quilos ela se dedica no Instagram a ajudar outras pessoas que querem ter hábitos mais saudáveis.

Miguel Alvarez, argentino

Miguel não saiu de um reality para entrar em outro, mas movimentou o jogo no “BBB 13”. O bonitão já morava no Brasil há um ano, trabalhava como dublê e foi como ator que entrou no programa. Chegou a ter um envolvimento com Fani Pacheco, que ficou chateada após descobrir que tudo não passou de atuação. Miguel continuou no Brasil, ainda faz cenas como dublê e tambémm trabalha como alpinista industrial, escalando prédios para manutenção. Miguel também está casado.

Elletra Lamborghini, italiana

A socialite de sobrenome multimilionário é uma veterana de reality show. Participou de dezenas, sempre causando. No Brasil ela desembarcou para vivenciar a dinâmica no “BBB 17”. Foi quase uma miss simpatia na casa. Danadinha, ficou de olho em Thiago leifert, mas Vivian Amorim avisou que ele era casado. Agora cantora, a herdeira se casou em setembro e parece estar mais serena.

Alberto Mezzetti, italiano

Apelidado de Tarzan pelos participantes, Alberto causou frisson ao pisar no “BBB 19”. O modelo tinha sido importado do “Grande Fratelo”, de onde saiu vencedor. Loiro, alto, olhos claros, corpo esculpido, o italiano encantou Hariany e até trocou um beijo com ela, e quando saiu da casa a elegeu como sua “Jane, mas nada aconteceu depois. Ele continua na Itália e trabalha como modelo ainda. Os cabelos? Agora são curtos.