Grito dos Excluídos reúne movimentos sociais e apelos por Lula em Salvador

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - O tradicional "Grito dos Excluídos" percorreu as ruas do centro de Salvador na tarde desta quarta-feira (7) capitaneado por movimentos sociais organizados e partidos de esquerda.

Acompanhados de um minitrio e carros de som, os manifestantes fizeram apelos por políticas de moradia popular, pela melhoria do sistema de saúde e criticaram o avanço da pobreza e da fome no governo Jair Bolsonaro (PL).

Também houve tom eleitoral, com a participação de candidatos a deputado estadual, deputado federal e faixas em defesa da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Planalto.

O ato não teve participação do candidato a governador Jerônimo Rodrigues (PT), aliado de Lula no estado, mas compareceram os candidatos Kleber Rosa (PSOL) e Giovani Damico (PCB).

"O Grito dos Excluídos acontece simbolicamente na contramão do ato oficial do Exército. É o momento de luta do povo por uma verdadeira Independência", disse Damico.

O ato estava previsto para sair ainda pela manhã, mas só teve autorização para ganhar as ruas após o fim da cerimônia oficial na praça do Campo Grande.