Grupo de acionistas da Eletrobras indica lista para Conselho de Administração, após renúncia coletiva

Um grupo de acionistas da Eletrobras que representa mais de 5% do capital da empresa encaminhou ao Conselho de Administração da companhia uma lista com dez indicados para compor o colegiado. O documento foi enviado ao órgão no domingo, um dia após a reúncia coletiva de nove conselheiros.

Um dos indicados é Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras e atual copresidente do Credit Suisse no Brasil. Marcelo Gasparino, que está no Conselho da petroleira, também é um dos indicados. Veja a lista completa abaixo:

Na carta, os acionistas da Eletrobras pedem que seja fixado prazo para o mandato unificado do Conselho de Administração. No sábado, nove conselheiros renunciaram - o Conselho tem 11 cadeiras, mas uma está vazia. O mandato deles havia começado em abril de 2021.

Na justificativa, os executivos alegaram que, com a privatização da Eletrobras, será necessária uma nova composição do colegiado para refletir a nova distribuição das ações da empresa.

O processo de privatização ocorreu por meio da capitalização da companhia, que levou à diluição da posição majoritária do governo. Assim, a Eletrobras deixou de ter controlador definido.

Segundo a Eletrobras, as indicações recebidas no domingo terão de passar pelo crivo do Comitê de Pessoas, Elegibilidade, Sucessão e Remuneração, "a fim de verificar se atendem os requisitos de elegibilidade exigidos para eleição em Assembleia Geral de acionistas".

Entre os signatários do documento com a lista de indicados estão 3G Radar, Banco Clássico, XP Gestão de Recursos e Vinci Equities gestora de recursos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos