Grupo adiantou passeio em Capitólio para véspera de tragédia: "Livramento"

·1 min de leitura
Deslizamento de pedras atingiu embarcações nos Canyons de Furnas, em Capitólio (MG)
Deslizamento de pedras atingiu embarcações nos Canyons de Furnas, em Capitólio (MG)
  • Um grupo com turistas havia antecipado o passeio no Lago de Furnas para a véspera do deslizamento

  • Tragédia em Capitólio (MG) deixou ao menos sete mortos no último sábado (8)

  • Queda de pedras atingiu quatro embarcações

A tragédia em Capitólio (MG), que deixou ao menos oito mortos no último sábado (8), poderia ter sido ainda mais fatal. Um grupo com 23 turistas de Sorocaba (interior de São Paulo) resolveu antecipar o passeio que faria no Lago de Furnas para a véspera do deslizamento de pedras que atingiu quatro embarcações com pelo menos 34 pessoas. Quatro vítimas estão internadas e outras três seguem desaparecidas.

"A gente sente que foi um livramento. Estava tudo certo para a gente ir no sábado e, no fim, a gente mudou e foi na sexta. Na previsão do tempo tinha muita chuva para sexta, mas uma pessoa do grupo achou melhor ir mesmo assim", lembrou Camila Fornaziero, de 43 anos, em entrevista ao portal G1.

Segundo a turista, o grupo havia se programado para conhecer a Lagoa Azul, o Vale dos Tucanos e os Cânions de Furnas, porém os motoristas da lancha barraram a visita a uma das cachoeiras em razão das fortes chuvas e do risco de tromba d'água. Eles ainda orientavam o uso de coletes, principalmente para crianças e idosos.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou que 32 pessoas foram atendidas por causa do acidente, a maioria com ferimentos leves. Destas, 27 foram atendidas e liberadas e outras quatro pessoas, ao menos, seguem internadas. Ninguém foi identificado até o momento.

Por meio de nota, a Marinha do Brasil informou que um inquérito será instaurado para apurar causas e circunstâncias do acidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos